Pelo menos nove pessoas morreram em um tumulto em um estádio de El Salvador, informou a polícia

Associated Press21 de maio de 2023, 12h12 ET2 minutos de leitura

SAN SALVADOR, El Salvador – Pelo menos nove pessoas morreram e dezenas ficaram feridas depois que torcedores de futebol invadiram um dos portões de entrada para a partida das quartas de final da liga salvadorenha no sábado.

Em um relatório preliminar via Twitter, a Polícia Nacional Civil disse que nove pessoas morreram na partida entre os clubes Alianza e FAS no Estádio Monumento em Cuscatlan, 40 quilômetros a nordeste da capital.

A polícia disse que a condição de pelo menos dois dos feridos que foram internados no hospital era crítica.

Carlos Fuentes, porta-voz da equipe de primeiros socorros do Comando de Resgate, também confirmou a morte.

“Podemos confirmar que nove pessoas morreram – sete homens e duas mulheres – visitamos mais de 500 pessoas e mais de 100 pessoas foram levadas para hospitais, algumas delas em estado grave”, disse Fuentes.

No jogo salvadorenho de sábado entre os clubes Alianza e FAS, uma debandada no Estádio Monumental em Cuscatlán matou nove pessoas quando uma multidão de torcedores passou por um dos portões de acesso.Foto AP/Milton Flores

O jogo foi interrompido por cerca de 16 minutos enquanto os torcedores nas arquibancadas acenavam freneticamente para atrair a atenção dos que estavam em campo e começaram a tirar os feridos do túnel e colocá-los em campo.

A televisão local transmitiu imagens ao vivo depois de ser assediada por torcedores do Alianza. Dezenas desembarcaram no campo, onde receberam atendimento médico. Os torcedores que escaparam da comoção ficaram no campo agitando suas camisas freneticamente, tentando verificar quem estava caído na grama.

Pedro Hernández, chefe da primeira divisão de El Salvador, disse que a informação inicial que recebeu foi de que torcedores haviam sido empurrados por um portão para dentro do estádio, causando uma debandada.

READ  O advogado especial que rejeitou o juiz Cannon no caso de documentos confidenciais diz que “nenhum funcionário da Casa Branca de Trump apoiou” as reivindicações do ex-presidente de privatizar registros.

“Foi uma avalanche de torcedores que passou pelo portão. Alguns ainda estavam sob o metal no túnel. Outros chegaram às arquibancadas e depois ao campo e o dominaram”, disse um voluntário não identificado da equipe de primeiros socorros do Rescue Commandos. repórteres.

Mauricio Ariaza Chicas, comissário nacional da Polícia Civil no local da tragédia, disse que uma investigação criminal será realizada em colaboração com a Procuradoria Geral da República.

“Vamos investigar desde a venda de ingressos, entrada no estádio, mas principalmente da zona sul”, disse, onde o portão foi aberto.

Em comunicado, a Federação Salvadorenha de Futebol lamentou o ocorrido e expressou seu apoio às famílias das vítimas.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *