O juiz diz formalmente que Trump deve US$ 454 milhões em caso de fraude civil, começa a contagem regressiva para depositar o dinheiro



CNN

Um juiz de Nova York ordenou formalmente na sexta-feira que Donald Trump pagasse US$ 454 milhões, incluindo juros, o que daria ao ex-presidente um mês para depositar quase meio bilhão de dólares para apelar de uma condenação por fraude.

A decisão assinada pelo juiz Arthur Engoron foi publicada em documentos judiciais na sexta-feira, uma semana depois de considerar Trump, Donald Trump Jr. e Eric Trump responsáveis ​​por fraude em uma ação civil movida pela procuradora-geral de Nova York, Letita James.

Assim que Trump e os outros forem condenados, começa um prazo de 30 dias para que eles possam apelar. Durante esse período, Trump terá de depositar dinheiro ou depositar títulos para cobrir 355 milhões de dólares, mais cerca de 100 milhões de dólares em juros. Cada um dos filhos foi condenado a reembolsar US$ 4 milhões em ganhos ilícitos resultantes da fraude. O juiz também proibiu os Trump de servirem como dirigentes de uma empresa de Nova York por vários anos.

Mais cedo na sexta-feira, Postado por James X“Sentimento de sexta-feira: ninguém está acima da lei.”

Os representantes da Organização Trump não responderam às perguntas sobre quem dirigiria a agência, uma vez que Trump enfrenta desafios de liderança enquanto faz campanha pela nomeação presidencial republicana entre as aparições no tribunal.

Trump prometeu apelar.

Trump pediu inicialmente um adiamento de 30 dias na decisão, o que não prejudicaria o gabinete do procurador-geral de Nova Iorque e permitiria um processo ordenado dada a “magnitude” da decisão. O juiz rejeitou o pedido alegando que não explicou nem justificou o motivo.

O juiz notificou ambas as partes por e-mail na quinta-feira que estava assinando uma proposta de decisão preparada pelo gabinete do procurador-geral de Nova York.

READ  A elite empresarial americana aplaude Xi Jinping de pé

“O julgamento proposto reflete com precisão o espírito e a letra da decisão e ordem de 16 de fevereiro”, escreveu o juiz.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *